Antonio Justel Rodriguez

E veio e foi


... não, não tinha padrões, nem marcas, nem estilos,
sua beleza estava sendo;
todos os dias eu procurava o semeador do mundo e implorava a ele daquela idade
com cada luz e momento, com cada homem e mulher, com cada espírito,
e em tudo e com tudo queimou;
assim, quando eles começaram a temê-lo, ele nunca apareceu porque ele estava em todos
e eles o sentiram vagando dentro de si mesmos como um corcel de amor ou virtude de alma;
... acabou sendo tão verdadeiro quanto o doce boato ou os rumores do mar,
ou como o início rápido e destemido do dia com seu cálice e desmembramento,
seu começo e fim;
... e ainda hoje, remexendo entre os cisnes, avidamente, continuamos procurando por ele para matá-lo.
***
Antonio Justel Rodriguez
https: //www.oriondepanthoseas
***
 

All rights belong to its author. It was published on e-Stories.org by demand of Antonio Justel Rodriguez.
Published on e-Stories.org on 22.08.2021.

 

Comments of our readers (0)


Your opinion:

Our authors and e-Stories.org would like to hear your opinion! But you should comment the Poem/Story and not insult our authors personally!

Please choose

Previous title Previous title

Does this Poem/Story violate the law or the e-Stories.org submission rules?
Please let us know!

Author: Changes could be made in our members-area!

More from category"Geral" (Poems)

Other works from Antonio Justel Rodriguez

Did you like it?
Please have a look at:

Príncipes - Antonio Justel Rodriguez (Política & Sociedade)
Growth - Inge Offermann (Geral)
Winter Day - Inge Offermann (Geral)