Flavio Cruz

Coração de mulher

 
Resolvi fazer uma viagem
para o coração da amada.
Criei muita coragem
e comecei a empreitada.
Para dizer a verdade,
temia o que podia encontrar,
talvez verdades tristes
que não quisesse enxergar.
Foi uma longa viagem,
cheia de muita miragem,
coisa para se deleitar,
como deve ser, com certeza
todo coração de mulher.
Mas para ser sincero,
queria algo singular,
com o qual pudesse,
pessoalmente me identificar.
Queria me ver nela,
lá bem dentro de seu
intenso e denso pulsar.
Vi sim, finalmente,
uma preciosa pedra,
e, lá dentro, um nome escrito.
Apertei bem os olhos,
tentando ler meu nome, talvez...
Parecia, mas certeza não tinha.
Voltei entre alegre e triste,
sem saber a resposta
para tão grande segredo.
Pode ser e pode não ser:
Não é mesmo assim,
todo coração de mulher?

 

 

All rights belong to its author. It was published on e-Stories.org by demand of Flavio Cruz.
Published on e-Stories.org on 31.01.2016.

 

Comments of our readers (0)


Your opinion:

Our authors and e-Stories.org would like to hear your opinion! But you should comment the Poem/Story and not insult our authors personally!

Please choose

Previous title Previous title

Does this Poem/Story violate the law or the e-Stories.org submission rules?
Please let us know!

Author: Changes could be made in our members-area!

More from category"Amor e Romance" (Poems)

Other works from Flavio Cruz

Did you like it?
Please have a look at:

Seu moço - Flavio Cruz (Geral)
Silent Mood - Inge Hornisch (Amor e Romance)
What If - Johanna Döttelmayer (Amor e Romance)