Antonio Justel Rodriguez

DECISÃO



... que quando você toca, você cura,
que o que você olha você ilumina, anima, ressuscita,
oh seja minha, e que a paz coza o que você deseja e o que você pensa,
e comece o seu caminho,
e deixe chegar
e deixe estar;
... surgem instantes em que, decididamente, é necessário decidir entre a vida ou a morte,
enfrentar as lanças íntimas do sol, sustentar seu fogo e elucidar as chamas
na solidão profunda e atávica do peito;
... mas você vê, você ouve?
a alegria vem de longe te procurando e já a sua brisa tilinta,
já acalme seu elixir,
vivifica,
cheio;
  ... seja meu, seja meu você se lembra da doença, do medo, do mal, da escuridão???
ah sim, lembre-se deles, lembre-se deles, eram rodas giratórias de sangue mortal e humano;
mas, oh, oh amado, se tua lança é de amor, o esquecimento é divino.
***
Antonio Justel Rodrigues
https://www.oriondepanthoseas.com
***
 

All rights belong to its author. It was published on e-Stories.org by demand of Antonio Justel Rodriguez.
Published on e-Stories.org on 07.02.2022.

 

Comments of our readers (0)


Your opinion:

Our authors and e-Stories.org would like to hear your opinion! But you should comment the Poem/Story and not insult our authors personally!

Please choose

Previous title Previous title

Does this Poem/Story violate the law or the e-Stories.org submission rules?
Please let us know!

Author: Changes could be made in our members-area!

More from category"Geral" (Poems)

Other works from Antonio Justel Rodriguez

Did you like it?
Please have a look at:

IRRUPÇÃO DA MOLA - Antonio Justel Rodriguez (Geral)
Flying home - Inge Offermann (Geral)
Fin d´Octobre à Avignon - Rainer Tiemann (Solidão)